Diferenças entre edição, tratamento e manipulação de fotos

Diferenças entre Edição, tratamento e Manipulação de Fotos

Escrito por Willian Lima

Neste artigo você vai aprender qual a diferença, ou quais as diferenças entre edição, tratamento e manipulação de fotos.

Um assunto conversado há anos em grupos de fotografia e pós produção, que geram dividem opiniões e muitas vezes mais confusão.

Vamos nessa!

Aproveite e já compartilhe com os amigos nas redes sociais.

Edição, Tratamento e Manipulação de Fotos

Grande parte das vezes a edição, o tratamento e a manipulação de fotos, caminham lado a lado.

Muitas fotos passam pelos 3 processos até chegar ao resultado final.

Fazem parte de um fluxo de um trabalho fotográfico que, com a fotografia digital está cada vez mais presente. 1 fluxo, 3 etapas.

O que é edição de fotos?

O que é Edição de fotos

A edição de fotos é também conhecida como curadoria de fotos. O processo de seleção das fotos em si.

Quando você está no processo de edição, está escolhendo qual fotografia seguirá para o passo seguinte de um fluxo, que na maioria das vezes é o tratamento.

É comum usar o termo edição de fotos de forma errada, como por exemplo, editando fotos no photoshop.

Quer saber de uma Curiosidade?

Na fotografia analógica, o processo de edição/curadoria era feito pelo negativo, folhas de provas ou até mesmo com fotografias impressas em formatos menores, como 10×15, por exemplo.

Em alguns trabalhos, com verba maior disponível, formatos maiores como 20×30 eram bem vindos e usados.

Na fotografia digital, este processo de edição é feito pelos programas como Adobe Lightroom, Adobe Brigde (nem sei se muitos fotógrafos ainda usam), Capture One, Photomechanic e outros disponíveis no mercado.

Se você está selecionando fotos, está editando as fotos.

Esta é a definição para edição de fotos.

O que é Tratamento de Fotos

O que é tratamento de Fotos

Tratamento de fotos é geralmente o segundo passo de um fluxo digital na fotografia e consiste em realizar ajustes de melhoria.

O termo é usado no Lightroom como revelação.

Uma fotografia em RAW por exemplo, que sai crua da câmera (flat), precisa passar pelo tratamento (revelação) para que as cores, contraste, saturação e outros ajustes entreguem um visual final satisfatório ao fotógrafo e cliente.

Então o que muitos dizem ser edição, na verdade é o processo de tratamento.

Em meu caso, uso um termo que uso é o processo de “coloração”, ou seja, o quanto vou trabalhar nas cores para obter meu resultado desejado.

É através do tratamento que você vai definir seu padrão de cores.

  • Você pode preferir finalizar sua foto em cores pastéis ou vibrantes;
  • Escolher entre muito ou pouco constraste;
  • Os pretos mais pulsantes ou fosco, através da curva de tons;
  • Brancos estourados ou “neutros”.

Todas estas escolhas são escolhidas e aplicadas durante o processo de tratamento de uma fotografia.

Então o que é Manipulação de Fotos?

O que é Manipulação de Fotos

É um passo adicional, que os “photoshopeiros” amam. Após editar e tratar suas fotos, você pode escolher manipulá-las.

O processo de manipulação de fotos é o conjunto de técnicas para alterar a características de uma fotografia, como cenário, luz e efeitos.

Muitos fotógrafos defendem que uma foto manipulada, já não é considerada fotografia. Não vamos entrar neste debate, beleza?

Independente desta discussão, a manipulação de fotos é considerada uma arte para quem aprecia e aprimora suas técnicas.

Sempre há 2 lados, os que amam e odeiam.

Aprendi observar e não ignorar esta realidade.

Apesar da maioria de meus trabalhos passarem apenas pelo processo de tratamento, alguns seguem para o passo de manipulação, principalmente quando vai agregar valor ao resultado final.

A única coisa que penso sobre, é o compromisso de trabalhar na manipulação de fotos e entregar um bom resultado, com técnicas corretas e muito treino.

Por isso tenho um projeto bem legal sobre Pós Produção e Manipulação

de fotos para quem deseja aprimorar as técnicas.

Todo mundo consegue, basta o conhecimento certo.

É difícil apreciar uma manipulação feita de qualquer jeito, com recortes, ambiência, luz e efeitos que não agregam à fotografia, pelo contrário.

Se você está aprendendo, compartilhe apenas com pessoas que possa contar para um feedback sincero e transparente.

Caso contrário, nem perca tempo em grupos de facebook que, grande parte das vezes não agregam com seus feedbacks.

Se possível, contrate uma consultoria pessoal e personalizada com um profissional que você admira.

Você vai crescer 6 meses em hora de conversa.

Minhas manipulações são ruins

Se você ainda não chegou no resultado que deseja, com treino, tenho certeza que aos poucos você vai chegar.

A maioria dos profissionais destaque de mercado, tem muitos anos de experiência. Portanto não compare seu início com o trabalho deles.

Acompanhe seus trabalhos e procure aprender com eles.

Não dependa apenas de Redes Sociais e conteúdos gratuitos para alcançar a perfeição. A maioria das técnicas profissionais são compartilhadas em cursos fechados, oficinas e workshops.

Como sei disso?

Hoje sou instrutor, mas coleciono dezenas de crachás em cursos que participei, alguns investi até R$ 8.500 (valor de 2018) para ter acesso.

Mas valeu cada centavo e tudo isso fez diferença em minha carreira como fotógrafo e colho frutos todos os dias pelos meus investimentos.

Você pode ser um instrutor profissional amanhã. Quem sabe!

Para finalizar…

… espero que este artigo tenha esclarecido suas dúvidas de uma vez por todas.

Convido para compartilhar com seus amigos e conhecer meu projeto de Pós Produção completo aqui.

Abraços.

Falando de Foto Logotipo Branco

Todos os direitos reservados à Falando de Foto – Termos de uso e Política de Privacidade

Fechar Menu