WILLIAN RESPONDE #5 – Viver de Fotografia?

Em mais um episódio da série, hoje vou responder uma pergunta sobre Viver de Fotografia.

Talvez a primeira pergunta que vem à mente seja a própria: “É possível viver de fotografia?

Minha resposta simples e direta é sim. Não estou afirmando por ouvir amigos ou conhecer outros fotógrafos, mas sim por experiência própria, após ser contratado por mais de 530 casais em minha carreira.

Selecionei esta pergunta, pois é uma das que mais recebo via e-mail. Na verdade, são perguntas diferentes, mas com relação ao mesmo assunto.

  • Willian, é possível viver de fotografia?
  • Você acredita que posso ter uma carreira de sucesso num mercado tão cheio de fotógrafos e passar a viver de fotografia?
  • Willian, qual tempo certo para o fotógrafo chegar a um lugar que consiga viver bem com a fotografia, sei que dependem de alguns fatores, mas qual o tempo máximo você considera o ideal?
  • Estou na fotografia há 3 anos e ainda não consigo viver apenas de fotografia, o que você diz a respeito?

Estas são apenas algumas, mas tenho outras 29 aqui.

Se você não lembrar de qualquer dica minha, peço que lembre apenas desta pequena frase: “Se o Willian conseguiu, eu também consigo” 😉

Fora o conteúdo em vídeo, vale compartilhar algumas dicas importantes se você quiser ter um lugar no mercado da fotografia profissional:

  1. Seja diferente: Mesmo com muitos profissionais, você precisa destacar-se e deixar claro no mercado que é diferente. Ter qualidade já não é um diferencial;
  2. Energia positiva: Ninguém quer contratar um profissional que não acredita em seu potencial;
  3. Seja Criativo: Criatividade é melhor que qualidade;
  4. Seja Marketeiro: Se você deseja ser dono de seu negócio para viver de fotografia, vai precisar dominar as técnicas de marketing e vendas;
  5. Organize as finanças: Vender não é tudo. Organizar as finanças pode diferenciar você do colega que nunca tem reserva para investimentos;

Compartilhe, pois sempre há um amigo(a) fotógrafo(a) com dúvidas semelhantes.

Forte abraço e até a próxima. 😉

Willian Lima

Objetivas na Prática