Um Guia Definitivo sobre Profundidade de Campo [Garantido]

Entender sobre Profundidade de Campo é essencial para qualquer fotógrafo e faz parte do básico na fotografia. Dominar como ela se comporta fará você entender de uma vez por todas a relação entre o que está focado e desfocado em uma foto.

É isso que quero compartilhar neste artigo, conceitos para você dominar a profundidade de campo na fotografia. Leia com toda dedicação e pratique, assim será mais fácil absorver o conteúdo. 😉

Antes gostaria apenas de esclarecer 02 dúvidas comuns que venho recebendo via e-mail:

  • Profundidade de Campo não tem nenhuma relação com ISO, ou seja, não vai fazer sua foto ficar com mais ou menos ruído;
  • Profundidade de Campo não tem haver também com foto borrada, isso é assunto sobre velocidade do obturador, também conhecida como tempo de exposição.

O que é a Profundidade de Campo?

De maneira simples e direta, é o fator que determina a intensidade do desfoque entre o objetivo focado e o que está fora de foco, independente se o que está fora de foco é o fundo, ou um plano mais próximo da câmera. Darei um exemplo adiante.

Daqui pra frente toda vez que você observar uma nomenclatura parecida com ƒ/1.4 por exemplo, vai saber que é uma representação da profundidade de campo.

Anote aí: o ƒ/stop também pode ser usado para exemplos de fotometria, pois além da profundidade de campo, tem uma relação direta com a quantidade de luz que chega ao sensor da câmera. Você vai entender mais para frente.

Entendendo o Diafragma (ƒ/stop)

Como citei há pouco, para entender a profundidade de campo é importante entender o diafragma das objetiva, representado pelo ƒ/stop.

O diafragma é composto por lâminas localizadas no interior de uma objetiva que abrem e fecham de acordo com a numeração determinada pelo fotógrafo.

Diafragma na Profundidade de Campo

Observe que na imagem acima, quanto menor o número, mais aberto é o diafragma. Este é um dos fatores é que determina a profundidade de campo, ou seja, quanto mais aberto está o diafragma, menor é a profundidade de campo. O contrário também se aplica.

Ao mesmo tempo, quanto mais aberto o diafragma, maior entrada de luz no sensor da câmera. Sua foto ficará mais clara.

Na prática: Se você fizer uma foto em ƒ/2.8 terá mais desfoque ao fundo de sua imagem do que em ƒ/11.

Profundidade de Campo Diafragma

Importante lembrar que uma objetiva básica, aquelas que acompanham as câmeras (lentes de kit), provavelmente seu ƒ/stop menor será ƒ/3.5.

Curiosidade: As lentes mais claras da Nikon chegam a ƒ/1.4 e da Canon ƒ/1.2. Fiz questão de citar, pois são as marcas ainda mais usadas aqui no Brasil.

Outro fator que influencia na profundidade de campo

Sei que talvez sua cabeça fique confusa no início, mas como minha promessa é te ensinar a dominar a profundidade de campo, preciso falar também sobre outro fator que influencia neste assunto. A distância do fotógrafo/câmera em relação ao modelo/objeto a ser fotografado.

Isso é simples de explicar! Quanto mais próximo você está do assunto, automaticamente a proporção de distância em relação ao fundo aumenta certo? Veja o exemplo na imagem abaixo.

Distância na Profundidade de Campo

Ta legal Willian, mas o que isso vai mudar na prática pra mim? Simples. Mesmo você não obtendo uma objetiva de alto valor como por exemplo uma ƒ/1.4, dominando a questão da distância, poderá também fazer fotos com fundos bem desfocados.

Willian, como posso usar a profundidade de campo em minhas fotografias?

De certa forma não há uma regra sobre o que é certo ou errado sobre isso, mas abaixo seguem algumas dicas para quem está perdido e precisa de algumas opiniões. (Por favor não leve como regra ok?) ;

  • Em retratos, é comum ver grandes fotógrafos usando ƒ/1.2 e ƒ/1.4, pois o efeito de desfoque fica bem evidente e a fotografia com visual interessante! Se você não tiver uma objetiva como esta, poderá investir numa 50mm ƒ/1.8 que vai te dar excelentes resultados também. Willian, mas não tenho como investir. Sem problemas, use a objetiva que veio em sua câmera e tente se aproximar ao máximo do modelo/objeto. Dá para treinar legal.
  • Em fotografia de casamento, a vantagem em ter uma objetiva ƒ/2.8 ou menor é a  de trabalhar com pouca luz durante à noite e também possibilitar alguns efeitos de desfocar. Mas é importante encontrar seu estilo, pois imagens com ƒ/1.4 em casamentos por exemplo, pode deixar até mesmo a noiva desfocada. Tem fotógrafos que gostam de imagens softs.
  • Na fotografia de natureza panorâmicas, os famosos landscapes, recomendo usar ƒ/5.6 para cima, assim terá uma bela fotografia bem focada para fazer um quadro.

Essas são minhas 03 dicas principais para quem não sabe como usar a profundidade de campo. Como disse, não use como regras, apenas como base para iniciar seus estudos ok?

Espero ter te auxiliado a entender definitivamente este assunto. Compartilhe com aquele amigo ou amiga que também gosta de fotografia que pode ser útil a eles.

Um abraço e até a próxima! 😉

Cursos Falando de Foto
  • Christian Corrêa

    Willian boa noite. Vou deixar uma pergunta. Quando eu estava iniciando na fotografia eu ficava intrigado com essa questão. Ok, uso uma lente 28mm em 2.8. Mas meus fotografados estão há pelo menos 5 metros de mim, também tem pouca luz no local e, é um grupo de pessoas. E aí, minha foto ficará “clara,” e também ficará “desfocada?” Pois, não haverá profundidade o suficiente para foco devido a falta de iluminação, pois “priorizei” a foto clara, mas o foco da imagem ficou pelo caminho devido a distância do assunto?

  • Olá Christian, hoje que vi sua pergunta. A profundidade de campo não tem a ver com luminosidade. Independente se a foto ficou escura ou clara, a profundidade será a mesma.

  • Reiner

    Olha.. não sei se é pq já estudo há algum tempo, e já brinco nos finais de semana e enventos de família com minha Nikon D5300, mas seu site é extremamente simples, direto e esclarecedor, melhor do que vários vídeos que vi por aí como Escola Pública de Fotografia no Youtube de um japa… Parabéns!

    • Opa Reiner… Ótimo ter um Feedback assim. Sempre procurei compartilhar conteúdos com uma linguagem simples. Acredito que esta didática é muito esclarecedora e fácil de entender. Com seu comentário, percebo que estou no caminho certo. Ótimas fotos.