Tudo sobre a velocidade do obturador da câmera fotográfica

Aqui é Willian Lima e neste artigo quero compartilhar tudo o que precisa saber sobre a velocidade do obturador da câmera fotográfica. 

Espero te ajudar e responder as dúvidas mais comuns. 😉

Obturador da Câmera

Neste artigo você vai:

  • Aprender o que é o obturador da câmera;
  • Saber como é feita a captura de uma cena;
  • Aprender como ele influencia na captura da fotografia;
  • Entender sobre baixa, média e alta velocidade;
  • Conferir exemplos de fotografias com diferentes velocidades de obturador.

1. O que é o obturador da câmera?

Sabe aquele barulho de clique que você escuta ao pressionar o disparador para fazer sua fotografia?

É o obturador da câmera fotográfica abrindo e fechando. A cada clique que você faz, ele abre e fecha por um determinado período de tempo que geralmente são frações de segundos.

Técnicamente são duas cortinas. A primeira que abre para passagem de luz e a segunda que fecha a passagem da luz.

O movimento das cortinas é feito de cima para baixo e dependendo da velocidade programada, as lâminas se fecham mais rápida ou lentamente.

Explicarei tudo certinho adiante.

Antes, gostaria apenas de mostrar como funciona o processo de captura de uma cena até chegar no sensor e se tornar uma imagem de fato.

  1. Você tem a cena desejada;
  2. Esta imagem passa pela objetiva;
  3. Segue até o obturador da câmera, que vai abrir e fechar de acordo com a velocidade escolhida;
  4. Chega ao sensor da câmera.

Captura obturador da Câmera

2. Onde o obturador influencia na fotografia?

É importante entender que existe o triângulo de exposição, composto pelo ISO, o diafragma e o obturador da câmera. Os três elementos em conjunto são responsáveis pela fotometria.

Se você é iniciante, recomendo ler estes três artigos abaixo:

O obturador influencia nos dois seguintes aspectos:

  • A quantidade de luz que chega ao sensor da câmera;
  • Ao congelamento da imagem de acordo com o movimento do objeto;

Lembre-se que estamos falando de conceitos e que a configuração do obturador da câmera deve caminhar com os outros dois elementos, o ISO e o diafragma.

3. Entendendo as velocidades do obturador

No início do artigo comentei que o período de tempo é indicado por frações de segundo, lembra? Quando digo isso é literalmente em frações, como na matemática.

  • 1/8000: Nesta configuração, o obturador vai trabalhar em velocidade altíssima. Matematicamente, dizemos para o obturador que o tempo é 1 segundo, dividido por 8000. Isso dá 0,000125 segundos.
  • 1/160: O obturador vai trabalhar em velocidade média. Dividindo 1 segundo por 160. Temos 0,00625 segundos.
  • 1/30: Velocidade lenta. O obturador aqui vai trabalhar em 0,033 segundos.
  • 1″: Você também pode configurar sua câmera para o clique demorar 1 segundo.

Velocidade do obturador da câmera

Na prática, estes números tem muita relevância, por isso estude bastante e saiba previamente qual tipo de fotografia vem pela frente.

Na fotografia de esporte, vai precisar trabalhar com velocidades do obturador da câmera mais altas.

Para pessoas, conseguirá excelentes resultados com velocidades médias e na fotografia de natureza, velocidades baixas podem oferecer excelentes resultados.

Que tal um infográfico para ilustrar o que disse sobre velocidade do obturador? Lá no final do artigo coloquei um bem legal.

4. Exemplos práticos com diferentes velocidades

Como sempre digo, teoria sem prática é muito chato. Portanto agora é hora de estudo prático através da análise de imagens. 😉

4.1. Velocidade lenta do obturador para efeitos visuais

Uma das aplicações em utilizar obturadores com velocidades mais lentas está relacionado aos efeitos de longa exposição ou lightpaint;

Ao deixar o obturador abaixo de 1 segundo (1″) é possível criar fotografias com resultados muito interessantes, principalmente em ambientes com baixa luminosidade.

Obturador de Camera na Fotografia
Foto por Willian Lima – Nikon D700 – ISO 200 – 36mm – f/10 – 30 segundos
Obturador de câmera baixa velocidade
Alemanha – Nikon D700 – ISO 100 – 14mm – f/7.1 – 3 segundos

4.2. Velocidade segura do obturador

Se por um lado podemos usar o obturador da câmera para efeitos visuais, por outro, são necessários cuidados para que a fotografia fique com objetos congelados, principalmente objetos que se movimentam rapidamente.

Neste caso é necessário trabalhar com velocidades mais altas, acima de 1/250.

Obturador da câmera velocidade alta
Ciclista alemão – Nikon D700 – ISO 200 – 14mm – f/4.5 – 1/8000
Velocidade Rápida Obturador da Câmera
Carro F1 para Red Bull – Velocidade Alta do Obturador

Abaixo, você encontra um infográfico muito legal e prático com algumas possibilidades dentro da fotografia. O objetivo é exemplificar as velocidades necessárias se você estiver fotografando com uma objetiva 50mm e ISO 100.

Em outras configurações de objetivas e ISO, a velocidade do obturador também sofre variação. Lembre-se que os três elementos sempre caminham juntos, ISO, diafragma e obturador.

Velocidades de obturador de câmera fotografia

Bom, estas são as informações mais importantes que você precisa saber sobre o obturador da câmera.

Recomendo que estude diariamente e faça muitos testes, assim vai conseguir aperfeiçoar suas técnicas e tirar o máximo de seu obturador.

Gostou deste artigo? Compartilhe com os amigos nas redes sociais.

Abraços e até mais. 😉

Cara da Foto
  • Caio Malk

    excelentes dicas!!!

  • Allison Ginadaio

    Não querendo ser o chato…mas quando vc diz que o obturador controla “A quantidade de luz que chega ao sensor da câmera;” na vdd não seria o espaço de tempo em que a luz vai chegar no sensor ao invés de quantidade? entendo que se fica aberto por mais tampo entra mais luz e por menos tempo menos luz a final é isso que define se a imagem fica congelada ou não. Mas a quantidade mesmo de luz que chega no sensor o responsável não é a abertura do diafragma? só fiquei confuso…

    • Não querendo ser o certo… mas de qualquer forma não é a quantidade de luz que chega no sensor? Se é pela abertura ou pelo tempo, a quantidade de luz que o sensor captura são diferentes certo.

      Foi neste sentido que que pensei no momento de escrever. Se pensarmos pelo lado da longa exposição, sem alterar o diafragma, temos mais luz capturado pelo sensor. Logo 1″ revela mais detalhes que 1/100.

      De qualquer modo seu raciocínio também está certo, pelo lado mais teórico.

      • Allison Ginadaio

        entendi, obg pela atenção. =)

  • Nélckson Fágner

    William como sempre, dando excelentes dicas.

    • Opa… Obrigado pela visita Nélckson. Volte sempre!

  • Daniela de Freitas

    Nossa! Perfeito! ?????

  • Tulio Esteves

    Muito bom!