Lightroom vs Photoshop – Quem vence a Batalha Final?

Lightroom vs Photoshop? Se você é fotógrafo, em algum momento já se “pegou pensando” sobre qual seria a melhor alternativa, ou até mesmo qual dos dois aplicativos da Adobe poderia proporcionar melhores resultados no processo de coloração de suas fotos.

Eu mesmo recebo dezenas de perguntas semelhantes toda semana, algumas até ousadas e sem noção, outras soam como “pérolas da internet”. 😉

O fato é que antes de afirmar que o Lightroom é melhor que o Photoshop ou contrário, é necessário analisar o fluxo dentro da Fotografia.

Também é possível encaixar os dois aplicativos em seu fluxo de trabalho, apenas sugiro escolher o certo para cada tarefa.

Para que usar o Photoshop se você precisa apenas clarear ou escurecer  sua fotografia? No lightroom esta tarefa pode ser feita 10x mais rápido, principalmente pensando em lotes de 100 fotos.

Você pode também querer assistir o vídeo sobre lightroom vs photoshop. Então é só apertar o Play abaixo. 😉

Lightroom vs Photoshop, a batalha Final

Lightroom ou Photoshop

Quero deixar claro que esta questão de batalha “Lightroom vs Photoshop” é para deixar o artigo mais divertido. 😉 Nada deve ser levado à “ferro e fogo”, pois cada um tem suas aplicações práticas, suas vantagens e desvantagens.

Justamente essas diferenças que quero apresentar aqui e trazer os pontos fortes de cada um.

O Lightroom é um aplicativo voltado aos fotógrafos que não precisam realizar alterações significativas em suas imagens, pois não há ferramentas suficientes para tal.

O pontos fortes do lightroom são o gerenciamento de imagens e possibilidade de trabalhar com coloração em lote.

Já o Photoshop é a escolha ideal aos fotógrafos que precisam realizar manipulações adicionais. A biblioteca de recursos e ferramentas do photoshop para manipulação é mais completa.

Lightroom vs Photoshop: O interessante é que muitas tarefas podem ser executadas nos dois aplicativos e proporcionar os mesmos resultados. Por isso o Fluxo de trabalho e suas prioridades são fatores importantes na tomada de decisão.

Aproveite e compartilhe com seus amigos na Redes Sociais, pois este assunto é bombástico. 😉

O Camera RAW

Lightroom vs Photoshop Camera RAW

Antes de falar sobre as características peculiares e iniciar a batalha oficial lightroom vs photoshop, quero esclarecer um detalhe MUITO IMPORTANTE sobre o Camera RAW.

Não há diferença alguma em funcionalidades entre o Camera RAW e o Lightroom. Faça um comparativo dos recursos presentes nos dois.

Existem apenas dois pontos de diferenças:

  • Ponto #1: No Photoshop o Camera RAW abre como um aplicativo externo numa janela, pois não é possível abrir nativamente um arquivo RAW no Photoshop. Quando a fotografia está no Photoshop ela já não é mais RAW e sim Pixel.
  • Ponto #2: No lightroom o Camera RAW está incorporado nas ferramentas. Por isso ele trabalha nativamente com fotografias em RAW sem precisar abrir qualquer janela.

Portanto gente, parem de dizer que o Camera RAW é melhor que o Lightroom ou contrário.

O Photoshop

Provavelmente não há um fotógrafo na terra que não saiba o que é o Photoshop, por isso quero focar no que torna o Photoshop a escolha certa para alguns fotógrafos. Em seguida abordarei os mesmos aspectos sobre o Lightroom.

É possível fazer quase tudo (ou tudo) utilizando o photoshop, pois os recursos de manipulação presentes são gigantescos. Acredito não existir um ser na terra que conheça todos os menus do PS.

O que é o photoshop

Devo Escolher o Photoshop?

Esta é a dúvida mais comum. Com o Photoshop e o Lightroom, quais motivos levariam na escolha pelo Photoshop?

Minha Recomendação Geral: se você é um fotógrafo que volta pra casa com centenas de imagens a cada trabalho, talvez o photoshop não seja a melhor escolha. O fluxo de trabalho é mais demorado para edição e tratamento em lote.

Diga sim ao Photoshop se precisar de qualquer recurso abaixo:

  • Trabalhar em Camadas: Talvez o recurso mais poderoso do Photoshop que permite empilhar dezenas de fotografias e criar composições fantásticas.
  • Remover Fundos e Recortar: Em alguns trabalhos o recorte é essencial. A cada nova versão do Photoshop é possível perceber como a Adobe trabalha pesado para deixar as ferramentas de seleção e recorte sempre melhores.
  • Trabalhar com Textos: Inicialmente o Photoshop não é a melhor opção para trabalhar com Tipografia e layouts de texto, mas cumpre muito bem o que promete.
  • Trabalhar com Nitidez avançada: O Lightroom possui recursos básicos sobre Nitidez, por isso o Photoshop é a melhor opção para fazer os ajustes finos e deixar suas fotos mais nítidas com precisão.
  • Layout e Diagramação: Também não é a melhor ferramenta para isso (recomendo o inDesign), no entanto é possível diagramar um belo álbum utilizando o Photoshop, ou até mesmo criar um anúncio para de revista ou Outdoor.
  • Prévia 3D: No PS você consegue por exemplo abrir um arquivo .psd que contenha uma capa 3D de um álbum ou livro. Seu cliente terá uma visão real de como será o material após encadernado. Estes arquivos chamamos de Mockups.
  • Um Retrato Perfeito: É possível ter um ótimo tratamento utilizando apenas o Lightroom. No entanto se você precisar selecionar uma ÚNICA IMAGEM para capa de uma revista de moda e deixá-la perfeita para os padrões do mercado, o photoshop te oferece todos os recursos necessários.

O Lightroom

Penso no Lightroom como uma ferramenta mais intuitiva, desenvolvida para as necessidades dos fotógrafos atuais, que preferem um fluxo rápido de trabalho.

Apesar das coincidências com o pai Photoshop, o Lightroom é o menino mais novo da família e pode facilitar sua vida atrás do computador.

O que é Lightroom

Devo Escolher o Lightroom?

Minha Recomendação Geral: Aos fotógrafos que chegam em casa com centenas de fotografia e precisam de agilidade no Fluxo de Trabalho, principalmente fotografando em RAW, pois o LR trabalha nativamente com os arquivos RAW sem precisar abrir uma janela externa. Já falei isso anteriormente.

Você deve escolher o Lightroom:

  • Interface Intuitiva: Ao contrário do Photoshop, todos os recursos para edição e tratamento de suas fotos estão presentes no menu lateral. Não há necessidade de sair clicando em menus para encontrar uma funcionalidade.
  • RAW Nativo e tratado (não destrutivo): Como disse anteriormente, ao abrir uma foto no Photoshop, mesmo que seja pelo Adobe Camera RAW, ela se torna Pixel. No Lightroom você pode alterar quantas vezes precisar o tratamento de uma fotografia diretamente no arquivo RAW.
  • Sincronismo: No Lightroom você pode executar o tratamento em todas as fotos no Catálogo de uma vez só ou até mesmo sincronizar a coloração de uma foto em outra com apenas um clique.
  • Gerenciar suas Fotografias: Enquanto você precisa do Adobe Bridge para gerenciar suas fotos para depois abri-las no Photoshop, o Lightroom já faz este trabalho automaticamente pra você. Posso dizer que o Lightroom é a junção de algumas funções do Bridge e Photoshop.
  • Tempo for precioso: Não vejo motivo para deixar o Lightroom de lado se você prioriza um Fluxo Ágil. Com prática, você pode selecionar e tratar 1000 fotografias em apenas algumas horas e passar menos tempo em frente ao computador.

Onde é mais rápido e eficiente?

Esta parte do artigo é muito interessante.

A idéia é mostrar quem executa com maior facilidade algumas tarefas básicas e possíveis de serem executadas no Lightroom ou no Photoshop.

Lightroom vs Photoshop Infográfico

Lightroom vs Photoshop, o desfecho

Sua contribuição é muito importante para deixar este artigo ainda melhor.

Lightroom vs Photoshop Paisagens

Se deixei passar em branco alguma informação útil e importante, por favor comente abaixo que terei o maior prazer em falar contigo. 😉

Ao escrever Lightroom vs Photoshop compartilhei minha experiência como fotógrafo profissional com mais de 200.000 fotografias editadas.

Posso afirmar que não há definitivamente como dizer quem é o melhor, pois cada um dos aplicativos tem suas características essenciais. Até mesmo por isso a Adobe permanece com o Lightroom e o Photoshop ativos.

Espero que tenha clareado suas principais dúvidas.

Abraços e até a próxima!

Objetivas na Prática