ISO na Fotografia: Um guia completo para fotógrafos

O ISO na fotografia é um dos elementos do triângulo da exposição.

Juntamente com o diafragma e velocidade do obturador, são responsáveis pela quantidade de luz que uma câmera pode capturar em determinada cena.

A única diferença é que o ISO na fotografia digital faz parte do sensor da câmera, por isso seu comportamento no resultado da fotografia pode variar um pouco, dependendo do modelo de sua câmera.

Iso Fotografia

Calma que explicarei detalhadamente, tim tim por tim tim no decorrer deste artigo.

O que você vai aprender neste artigo?

  • O que é o ISO;
  • O comportamento em diferentes sensores digitais;
  • Para que serve?;
  • O que influência no momento de tirar sua fotografia;
  • O que pode influenciar em sua imagem final;
  • Situações reais para utilizar ou não ISO elevado;
  • O ISO e linguagem fotográfica;
  • Influência na escolha de sua câmera.

O que é o ISO?

Na introdução deste texto disse que o ISO faz parte do sensor da câmera certo? 😉 Na prática, é ele que controla a sensibilidade que este sensor vai capturar a luz.

Por isso, durante o dia fica mais fácil fotografar com a maioria das câmeras, pois há muita luz e este recurso do sensor é poupado, aumentando também a qualidade final da imagem.

Como assim Willian a qualidade final da imagem?

É importante entender que cada modelo de câmera possui um sensor certo? Com isso os limites do ISO em cada equipamento fotográfico é diferente, inclusive nos smartphones.

Quanto mais avançado for o sensor de uma câmera, melhores resultados em cenas com baixa luminosidade.

Para ilustrar, abaixo seguem 3 fotografias em cenas de pouca luz.

Sensores ISO na fotografia

Nas imagens acima é possível entender o motivo das fotos com celulares ficarem com menos qualidade, pois os sensores são menores, trabalhando no máximo de sua capacidade.

Importante respeitar cada modelo de câmera

Cada modelo de câmera possui um limite máximo de ISO.  Portanto nunca compare resultados finais em modelos diferentes de câmera. É importante respeitar este limite.

É recomendável aprender a lidar com a fotometria usando todos os recursos de uma câmera. Leia o artigo sobre fotometria para aprender.

  • Uma câmera DSLR Full Frame vai oferecer uma imagem com qualidade superior mesmo num ISO elevado, como 6400;
  • Uma fotografia com ISO 3200 numa DSLR de sensor cropado pode ficar muito ruim;

Para que serve o ISO?

Se você observar o ISO é representado por números 100, 200, 400 até chegar no máximo de sua câmera fotográfica. Quanto maior a numeração, mais sensível o sensor estará.

O que ele influencia no momento de tirar sua fotografia?

Você terá de observar 2 aspectos enquanto faz sua foto. O primeiro está relacionado à luminosidade da cena e o segundo à qualidade.

Infográfico Iso Fotografia

  • Sobre a luminosidade: quanto maior a numeração, mais sensível à luz o sensor estará e, consequentemente mais clara sua fotografia.
  • Sobre a qualidade: quanto maior a numeração, mais ruídos será gerado pelo sensor em sua fotografia, justamente por utilizar mais recursos.

Informação extra: Já ouvi relatos de amigos fotógrafos dizendo que influencia também no tamanho final do arquivo. Acredito que este fator seja pela quantidade de informação que câmera é capaz de capturar, e não diretamente ao ISO.

Situações reais para variação do ISO

Teoria sem prática é inútil na fotografia.

Listarei algumas situações reais que talvez precise utilizar mais recursos do sensor e acredite, haverá situações que iso elevado será inevitável.

A primeira pergunta se fazer é se há luz suficiente em sua cena?

O uso comum de iso elevado está relacionado à situações com pouca luminosidade. Mesmo diminuindo a velocidade do obturador e aumentado a abertura do diafragma, a fotografia ainda continua escura.

Tente sempre primeiro usar outros recursos para clarear sua foto como o obturador e o diafragma. Deixe o ISO por último.

A) Museus e galerias de arte

Se você gosta de fotografar suas visitas à museus e exposições, prepare-se para aumentar o iso.

Imagine-se numa viagem à Paris por exemplo, visitando a Monalisa ou conhecendo a vida da rainha no castelo de Verssailles, é permitido fotografar apenas com luz ambiente.

B) Fotografia de Casamento à noite

Como já fotografei centenas de casamento, acho válido listar por aqui.

Igrejas e buffets costumam ter luzes mais baixas por conta da cenografia e ambientação e cá entre nós,  os ambientes com luzes baixas são mais aconchegantes.

Iso na Fotografia de Casamento

Você pode usar o flash para compensar a falta de luz, mas pode comprometer o resultado final da fotografia. Já fotografei casamentos com investimentos mais de R$ 100.000,00 apenas em decoração e ambientação, isso mesmo, você não leu errado.

Pense se os noivos gostariam de uma fotografia sem esta ambientação? Então em 100% das vezes, fotografia dos ambientes, sem flash.

C) Fotografia de esportes

Imagine um fotógrafo num estádio. Mesmo que ele quisesse usar o flash, jamais a potência alcançaria os jogadores no centro do gramado. Então o uso do flash é inútil.

Iso na Fotografia de Esportes

Outra situação comum é na fórmula 1. O carro está com velocidade acima dos 300 km/h e a velocidade do obturador precisa ser altíssima. Com isso capta-se menos luz, sendo necessário compensar com ISO mais elevado.

Iso e Obturador Fotografia Esportes

D) Fotografia de show e espetáculos

Há muito planejamento para o cenário de um show musical e aqui há 2 fatores importantes:

Iso na Fotografia de Shows

  • O flash atrapalha o artista que está no palco. Faça um clique e olhe contra a luz do flash pra você ver. Agora imagine isso por 2 horas de show.
  • Mesmo que o flash não causasse desconforto aos artistas, em alguns casos o flash não chegaria ao palco, pois a distância do palco e fotógrafo é grande.

O grão e a linguagem fotográfica

Não posso esquecer de falar sobre a influência do grão na linguagem fotográfica.

Em muitos casos o grão pode fazer parte do resultado desejado pelo fotógrafo e cliente. É um assunto delicado de afirmar, pois não existe uma regra específica sobre a linguagem, então quero trabalhar com alguns exemplos.

A) Na fotografia documental o mais importante é a veracidade dos fatos

Pense que você precise fotografar um evento político noturno e o mais próximo que consiga chegar do presidente seja 40 metros. O flash não terá relevância alguma neste caso e você estará fotografando com uma objetiva no mínimo 70-200mm.

Iso na fotografia política

O mais importante será o conteúdo histórico daquele momento.

B) Fotografia de Natureza

Imagine-se numa pauta para NatGeo sobre “a vida dos ursos”. Após algumas horas surge uma cena jamais publicada.

Iso Fotografia Natureza

  • O dia está nublado sem incidência direta do sol, o que faz que o ambiente fique menos iluminado;
  • O horário da foto é por volta de alguns minutos antes de anoitecer (gente não conheço a rotina dos ursos, é apenas como exemplo)

Com a cena acima, você precisa trabalhar com alta velocidade de obturador e o diafragma acima de f/4. O que sobra para iluminar a cena? O ISO.

Influência na escolha da câmera

Não posso deixar de falar sobre a importância do ISO para escolha de seu equipamento. Este é um dos fatores que determina a faixa de preço de câmeras, disse apenas um dos fatores e não o único.

Câmeras com sensores maiores e melhores tecnologias são mais caras, mas terá menos problemas com grãos quando precisar do sensor.

Antes de investir em sua próxima câmera faça pesquisas entre modelos para saber quais podem oferecer melhores resultados para suas necessidades.

Uffaaaa, finalizamos.

Tudo o que você precisava saber sobre ISO na fotografia está neste artigo completo.

Compartilhe com seus amigos e ajude-os a aprender mais sobre fotografia e se você ainda não recebe minhas dicas e informações sobre cursos via e-mail, faça a inscrição gratuita.

Abraços e até a próxima. 😉

Guia essencial Fotografar Casamento
  • Paulo Carvalho

    Como sempre muito top e bem complementado os conteúdo, com uma linguagem simples e completa. Um abraço Willian

    • Opa Paulo… ótimo te ver sempre por aqui. Mesmo sendo um assunto básico, espero ter contribuído. O pessoal estava me pedindo algo básico…rsrs

  • Suelen Geber Brabo

    O melhor professor de todos os tempos. Abordagem completa e linguagem simples.
    Parabéns!!
    Acompanho sempre todas as noviidades!!
    E muito obrigada por nos ensinar e tirar nossas dúvidas.

    • Ahhhh… muito obrigado… é muito bom receber feedback positivo. Ótimo saber que te auxiliei de alguma forma! ?

  • Guimarães

    Apenas uma correcção,isto não é para fotógrafos pois um fotógrafo está farto de entender isto, isto é para amadores básicos e que estão a dar os primeiros passos na fotografia.

    • Olá Guimarães, entendo seu pontos e vista, mas na pratica nao é totalmente verdade.

      Ministrando aulas há quase 4 anos, percebo que muitos fotografos ainda possuem algumas duvidas.

      As pessoas possuem diferenças na facilidade de aprendizagem e memorização.

      Respeitar estes limites faz parte como professor.

      Outro detalhe é que um fotógrafo mesmo básico, não deixa de ser um fotógrafo.

      Um bom advogado muitas vezes consulta leis, o fotógrafo do mesmo modo.

      Pelo menos foi o que a experiência me ensinou.

      Obrigado pelo comentário!

      • Guimarães

        Meu caro William, um fotógrafo esquecer como funciona a sensibilidade, é como um contabilista esquecer como como se fazem contas de somar, um abraço para si

        • ? Talvez tenha faltando INICIANTES no título…

  • Thiago Silva

    Willian, uma dúvida….qual a interferência do ISO na faixa dinâmica/alcance dinâmico na fotografia?

    • Este é um assunto delicado de afirmar, pois a maior interferência tem a ver mesmo com o próprio sensor que apenas o ISO. Por exemplo, na D750 independente do ISO tenho um ótimo alcance dinâmico.

      Não tenho todos os testes técnicos para afirmar, mas acredito que não é um fator tão relevante, a não ser a quantidade de ruído, dependendo da câmera.

  • Felipe Denuzzo

    Parabéns pelo material, muito bom e completo, só não concordo com o ponto sobre uma fullframe ter mais qualidade que uma câmera com crio, existem outros fatores a serem considerados, e para um artigo voltado a fotógrafos iniciantes essa generalização pode ser um problema. Abr

    • Olá Felipe… na maioria dos casos, uma Full Frame pode ter mais qualidade.

      Uma crop terá mais qualidade apenas se você comparar modelos mais novos com Full Frame mais antigas. Por exemplo, a Nikon D500 é excelente na questão do ruído e dá muito pau em Full Frame, no entanto se você comparar dom a D750 que foi a última Full Frame lançada, ela perde.

      Comparando câmeras em mesma época de lançamento, na maioria dos casos a Full Frame vence.

      Mas tudo está baseado em minhas experiências e alguns reviews que vi o DpReview. Por favor, se você souber de alguma info adicionar comparando uma Crop com Full Frame e a crop sair na frente, avisa-me para atualizar o artigo.

      • Felipe Denuzzo

        Olá Willian , eu concordo com você, se fizermos comparativos, mesma idade vs modelo, as crops são inferior no sensor, tenho minhas duvidas quanto a processador, mas enfim, o meu ponto era de dar essa informação um pouco confusa nesse sentido para o iniciante, que entendendo que a full frame é “melhor”, gasta tudo o que tem para comprar só um corpo full frame ao inves de investir em uma crop, deixando sobrar dinheiro para boas lentes, treinamento, portfolio, etc.
        😉