03 Detalhes Importantes que você precisa APRENDER sobre Diafragma na Fotografia e MELHORAR suas fotos

O diafragma é composto por lâminas bem finas sobrepostas dentro de uma objetiva e sua função é deixar passar mais ou menos luz. Ponto!

Até aí tudo bem, mas Willian no que o diafragma pode interferir em minha fotografia e como saber qual abertura utilizar? Por isso nasceu este artigo, quero explorar todos os detalhes sobre o assunto. 😉 Espero que goste.

Então vamos lá!

A representação do diafragma

O diafragma das objetivas é representado pela nomenclatura ƒ. Toda vez que observar algo como  ƒ/3.5,  ƒ/1.4 ou ƒ/valor , sabe que são valores referentes à abertura do diafragma.

Diafragma na Fotografia Abertura

Anote aí: Quanto menor a numeração, maior a abertura e mais luz passa pela objetiva, consequentemente, quanto maior o número, menor é a abertura e menos luz chega ao sensor da câmera.

Na imagem anterior mostro entre ƒ/2.8 e ƒ/16, mas há objetivas nikon com aberturas até ƒ/1.4 e canon com aberturas ƒ/1.2, ambas de excelente qualidade, mas que é necessário um investimento alto. Talvez não interessante para quem tem a fotografia como Hobbie.

O Diagrafma e os resultados

Já sabemos que é responsável pela quantidade de luz que passa pela objetiva, mas quero trazer também alguns pontos importantes além da luz, que são resultados dos diferentes valores da abertura.

Diafragma f4 Nikon 70-200

Profundidade de Campo

Um dos principais fatores que os fotógrafos levam em consideração para adquirir uma lente mais clara, como por exemplo uma ƒ/1.4 é a possibilidade de ter pouca profundidade de campo, ou seja, trabalhar com fundos bem desfocados.

Diafragma na Fotografia f2.8

A profundidade de campo é a intensidade do desfoque da área que não está em foco numa fotografia. Ixiii, entendi nada Willian!

O Diafragma e a Nitidez

Este fator muitas pessoas que já são fotógrafos também não sabem. Além da luz e profundidade de campo, trabalhar com diferentes aberturas de diafragma pode lhe proporcionar uma foto mais ou menos nítida, mesmo na área focada.

Em 100% das vezes, mesmo em lentes tops como uma Nikon 35mm ƒ/1.4 ou uma Canon 85mm ƒ/1.2, quando se usa a abertura máxima você não tem o melhor resultado em nitidez. Claro que há fotógrafos que não ligam para este detalhe, eu já sou bem exigente com nitidez.

Os melhores resultados de nitidez de uma objetiva fica em torno de 2 ƒ/stop para cima.

Na prática: Uma objetiva com abertura máxima de ƒ/2.8, os melhores resultados de nitidez será em torno de ƒ/5.6. Para as lentes de kit (18-55 por exemplo) que tem abertura máxima de ƒ/3.5, os melhores resultados serão em fotos com ƒ/8.

Diafragma f3.2 nikon 14-24

Diafragma e outros recursos

Esta parte final está diretamente relacionada à questão da fotometria, ou seja, como obter uma fotografia com luz correta já que a cada valor de ƒ/stop, temos mais ou menos luz.

O diafragma é apenas 1 parte do conjunto que considero importatíssimo qualquer fotógrafo dominar. Estamos falando da relação ƒ/stop, ISO e Obturador.

Na prática: Sempre quando alterar o ƒ/stop de sua câmera, verifique se não há necessidade de alterar também os valores para ISO e a velocidade do obturador. De modo geral quando abrir o diafragma, já que entrará mais luz no sensor de sua câmera, vai precisar diminuir o ISO ou aumentar a velocidade.

No artigo sobre Fotometria explico um pouco sobre o conceito de saber quando a luz está correta para fotografar, corra lá para ler.

Bom é isso. Muita informação que no início parece ser difícil de processar. Já passei por isso e sei como é. Minha sugestão é você ler quantas vezes forem necessárias e colocar em prática.

Espero ter ajudado e até a próxima! 😉

Cara da Foto
  • Givaldo Marttins

    preciosas informações sobre abertura. sempre muito bom estes artigos.