Os PERIGOS ao cobrar ERRADO e BARATO demais para Fotografar

Muitos fotógrafos iniciantes ou experientes enfrentam alguns problemas nas finanças dos seus negócios (estúdios). Durante este tempo compartilhando informações, ministrando cursos e workshops para fotógrafos, verifiquei que o maior dos problemas está ligado ao baixo preço. 😮

Cobrar barato para fotografar

Importante deixar claro que não quero colocar o preço em seu trabalho, mas sim alertá-lo sobre o que pode enfrentar ao cobrar um preço abaixo do que realmente precisa.

Willian como assim o preço que eu preciso cobrar?

Cada fotógrafo tem seu pró-labore, seus custos fixos, as despesas variáveis e outras despesas referentes ao negócio. No preço de venda precisam estar incluídos todas estas referências, somadas ao lucro que você deseja.

Cada fotógrafo tem seu estilo de vida e os custos relacionados a este estilo de vida, por isso não há como dizer que valor X é melhor que valor Y. Tudo precisa estar devidamente alocado numa planilha para cálculos de preços.

  • Exemplo A: O valor de R$5000 para fotografar um casamento pode ser muito para o fotógrafo B ou um preço baixo para o fotógrafo A.
  • Exemplo B: O valor deR$ 2000 para fotografar uma gestante pode ser pouco e dar prejuízo para fotógrafo que está no centro de uma cidade como São Paulo, pois seus custos são muito elevados. Ao mesmo tempo para um fotógrafo numa cidade do interior, R$ 2000 pode ser um valor com alto lucro agregado.

Então tudo depende do estilo de vida e os custos agregados para seu negócio funcionar.

Se você tem dúvida em sobre como cobrar corretamente pelo seu trabalho, recomendo assistir uma aula gratuita que preparei para você. Clique aqui para assistir.

Os cinco perigos ao cobrar errado para fotografar

1 – Trabalhar com prejuízo

Fotógrafo não ganhar dinheiro prejuízo

Você já ouviu alguém dizer que trabalha, trabalha, trabalha o ano inteiro fotografando casamentos e família mas não consegue uma reserva financeira para investimentos em novos equipamentos, viagens e passeio com a família?

A ideia do falso lucro é muito comum entre os fotógrafos. Trabalhar muito não significa ter reservas financeiras suficientes para todas as áreas da vida.

Então cobrar corretamente é muito mais importante do que a maioria pensa. 😉

Todo o valor de venda deve estar baseado para trabalhar com lucro. Além do lucro ter todos os valores reservados para determinados fins, como por exemplo pró-labore do fotógrafo, investimentos em novos equipamentos, reservas para troca de mobiliário, custos mensais com aplicativos, suplementos entre outros.

Este é um dos principais fatores que fazem os fotógrafos iniciantes abandonarem as carreiras no primeiro ano e perseguem fotógrafos experientes por muitos anos.

2 – Não conseguir aumentar seu valor futuramente

Fotógrafo cobrar barato errado

Durante todo este tempo ministrando aulas, também encontrei fotógrafos dizendo que não conseguem aumentar os valores de seus trabalhos.

Alguns dizem que até aumentam seus valores na proposta, mas os fechamentos de contratos chegaram próximos a zero. Certamente com poucos contratos não é possível levar uma carreira por muito tempo.

Por que isso acontece? Vamos pensar do outro lado, como os clientes.

Imagine que durante o início de sua carreira, tenha cobrado um valor abaixo do mercado, até mesmo abaixo de seu lucro. Vamos supor que este valor seja 1X.

Como o valor era baixo, acabou fechando bastante contrato. Fotografou os amigos mais próximos, os amigos desses amigos, os primos desses amigos e tenha criado uma base de aproximadamente 50 clientes.

Após um tempo você verificou que o valor 1X estava te dando prejuízo, e da noite para o dia você precisou aumentar o valor para 2x.

Após uma semana, clientes indicados por esses amigos que pagaram 1X chegam até você e a proposta de valores agora passa ser um valor de 2x.

Certamente vão te perguntar sobre o motivo do aumento e responderá naturalmente que foi por motivos reais de custos e que os valores anteriores eram porque estava no início de sua carreira.

Será que esta justificativa, mesmo que verdadeira será o suficiente? 😮

Por isso pense muito antes de entrar no mercado com valores muito abaixo.

3 – Não ter reservas financeiras para novos investimentos

Fotógrafo sem dinheiro para equipamentos

Comentei sobre isso no item 1, mas é uma verdade tão presente na vida de fotógrafos que vale a pena enfatizar.

Quando um fotógrafo inicia na carreira é muito comum não reservar a parte da depreciação do equipamento para novas aquisições. Na verdade, isso também é presente em muitos fotógrafos experientes.

Cobrando muito abaixo do valor que você precisa, fica praticamente impossível fazer essa reserva e, sempre quando precisar trocar seus equipamentos terá de entrar em dívida novamente.

Então calcule corretamente seus preços, verificando no manual quantos cliques sua câmera é capaz de fazer antes de apresentar problemas. Pegue essa quantidade de cliques e divida pela quantidade de eventos que você faz.

Se você precisar de ajuda, recomendo participar do programa completo de Finanças para fotógrafos. O investimento vale muito a pena e você será capaz de melhorar seus resultados financeiros na fotografia imediatamente.

4 – Não ter verba para Marketing

Marketing na Fotografia sem verba

O marketing é o principal pilar nas vendas. Não há como trabalhar sua marca, torná-la conhecida no mercado e atrair clientes com zero de verba para Marketing.

Pode até ser que tenha sorte e consiga fazer sua marca conhecida no mercado que atua, seja casamentos, família ou retratos, mas prefiro não contar apenas com a sorte.

Então no momento de criar seus valores pense numa verba para Marketing, incluindo papelaria, site, blog, mídias digitais, redes sociais entre outros.

Para uma empresa, não ter verba para Marketing é quase a mesma coisa que um fotógrafo não ter baterias suficientes. Trabalhar sempre contando com a sorte para chegar em algum lugar.

Comece com 3% de seu faturamento, tenho certeza que não vai comprometer suas finanças e será possível fazer alguma coisa de início.

Para pensar! Se o marketing não fosse tão importante, certamente a Nike, a coca-cola e Tiffany não faria mais nenhum tipo de mídia?

5 – Falir seu negócio que nem começou

Fotógrafo falido

Este perigo certamente é o desfecho de tudo que falamos até aqui. Cobrar errado para seu trabalho na fotografia pode levar seu negócio à falência, não por sua capacidade na fotografia e sim pela má gestão financeira.

Talvez nunca tenha pensado por esse lado ou aprendeu que ser um bom fotógrafo seria o suficiente para ter uma carreira de sucesso. Qualidade no trabalho já não é o diferencial, pois ninguém procura um fotógrafo profissional pensando em receber um trabalho de má qualidade.

Se você tem qualidade está na hora de cobrar corretamente por esta qualidade e ficar de fora desses perigos, que podem falir seu negócio que nem começou direito.

É fácil falar né Willian?

Sei que muitos podem pensar que escrever um artigo é muito fácil e que o difícil mesmo é viver dentro deste mercado. Enquanto escrevo este artigo já fotografei mais de 500 clientes no Brasil e alguns no exterior.

No início de minha carreira passei por alguns momentos parecidos, cobrei barato pelo meu trabalho e tive alguns problemas financeiros no estúdio.

Ainda bem que tive tempo de reajustar todos os processos de Finanças e com aproximadamente 12 anos de fotografia posso dizer que já não dependo 100% da renda da fotografia.

Como assim Willian?

Quando aprendi gerenciar corretamente as finanças de meu negócio na fotografia, aprendi também sobre investimentos e hoje sei que é possível, com uma boa administração financeira acumular patrimônio para complementar a renda na fotografia no período entre 12 e 20 anos fotografando.

Por isso a administração financeira é mais importante do que você imagina.

E com dinheiro trabalhando por nós, temos a possibilidade de passar mais tempo com a família e diminuir a carga de trabalho.

Para aprender como faço o gerenciamento total das finanças na minha vida, incluindo na fotografia, assista esse vídeo. Tenho certeza que posso auxiliar, pois sou fotógrafo como você e passei provavelmente por momentos parecidos.

Abraços e nos vemos em breve.

  • Rodolfo Alvarenga

    Excelente mestre. Recomendo a todos o seu curso de gestão financeira e plano de negócio.

    • Olá Rodolfo, valeu pelas indicações. Abraços!

  • neia gasparini

    Muito obrigada!! por dividir seu conhecimento e experiência.

    Na minha cidade esta complicado, tem uma galera fazendo pacotes digitais com 55 fotos por R$ 65,00…rs

    • Olá Neia… tenha certeza que o problema maior será deles em algum tempo.

  • Francis Costalonga

    Obrigado pelas dicas… valiosís
    simas.

  • Stephano Webster

    Cara vc não sabe o quanto tem me ajudado, sucesso para nós!

  • Mah Pieroni

    Willian sou Mércia Ligia Pieroni cpf 083454978 -61 como faço para voltar a acessar o seu curso que comprei pós evento sem segredos porque tive problemas de saúde e não pude ver. Obrigada. Estava amando.